Leão Dehon
aspas

Todos os acontecimentos 

da Vida

nos levam a Deus

P. Léon Dehon

14.03.1843 - 12.08.1925

Fundador da Congregação

dos Sacerdotes do Coração de Jesus

Leão Dehon nasceu a 14 de março de 1843 em La Capelle, na França.

Ainda adolescente, sentiu a vocação para o sacerdócio, mas teve de contar com a firme oposição de seus pais.

Obedecendo à vontade do pai, foi estudar Direito Civil em Paris e também aceitou fazer longas viagens

oferecidas pelo pai sempre com o intuito de o fazer esquecer a ideia do sacerdócio.

Durante dez meses visitou diversas regiões, entre as quais a Terra Santa.

No regresso desta longa viagem, Leão Dehon pediu e partiu para Roma e entrou no Seminário de Santa Clara.

A 19 de dezembro de 1868 foi ordenado sacerdote, com a presença e o consentimento convencido e agradecido dos seus pais.

Nomeado vigário da Paróquia de Saint-Quentin, iniciou a sua missão com entusiasmo e imediatamente embarcou em iniciativas pastorais em vários setores: oratório, colégio, imprensa, pastoral juvenil e com a classe operária. 

Sendo um sacerdote culto e com uma profunda espiritualidade e dinamismo, havia, no entanto,

algo que o preocupava: após um longo discernimento, tomou a decisão de fundar a Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus,

a 28 de junho de 1878, dia da sua primeira profissão.

A nova Congregação tinha como fim principal o culto de amor e reparação ao Sagrado Coração de Jesus

e difusão do seu Reino nos corações e na sociedade.

A sua formação cultural e sua sensibilidade levaram-no a agir particularmente na esfera social e missionária,

difundindo o pensamento social da igreja através de conferências, artigos, revistas, jornais e livros,

com destaque para o “Manual Social Cristão” e a abrir a sua Congregação à acção missionária

através do envio de numerosos religiosos para a América e para a África.

Morreu a 12 de agosto de 1925, com 82 anos de idade.

Em 1953, por interesse do Núncio D. Pietro Ciriaci e do Padre Gasperettí, scj.,

a Igreja foí confiada à Congregação dos Sacerdotes do Coração de Jesus (Dehonianos),

responsáveis pela anímação pastoral da Comunidade Italiana de Lisboa.

Na igreja actualmente estão presentes dois padres de orígem Italiana e um Português;

dedicam também 8 horas diárias às confissões.

Esta é uma das razões pela qual a Igreja é muito procurada.

O dia 14 de Março, data do nascimento do fundador Padre João Leão Dehon 

é data significativa na Congregação para revitalizar o Carisma Dehoniano.

É tambêm o dia de oração pelas Vocações Dehonianas. 

Celebrar os anos do Fundador significa voltar sempre à origem da vida,

agradecida em Deus, louvada com os irmãos, vivida em missão.

Este dia desafia-nos a aprofundar o conhecimento da vida do nosso Fundador

e os dinamismos presentes em toda a sua actividade, exercida e escrita.

Nunca é demais "perder tempo" para saborear a riqueza espiritual

do Padre Dehon e divulgar toda a sua mensagem religiosa e social.

Celebrar o Dia de Oração pelas Vocações Dehonianas exige que tenhamos

uma atitude orante pelas vocações.  Recorda-nos ainda a nossa responsabilidade explícita

na promoção e animação vocacional. Isso não é tarefa apenas dos que estão destacados

para a Pastoral Vocacional, mas deve ser tarefa de todos nós.

Segundo as orientações fundamentais da Igreja,

a pastoral vocacional deve estar presente em todos os sectores da Igreja.